GRUPO ARTE NA LATA
Um projeto que deu certo no Estado de São Paulo

Histórico da Criação da Entidade

    

O meu trabalho nasceu das minhas experiências, vivências e observações que me levaram à consciência de que somos responsáveis por tudo que está à nossa volta. Somos nós que, através de nossos atos, sentimentos e pensamentos; criamos a realidade dentro de nossa casa, dentro dos nossos relacionamentos, da nossa comunidade, cidade, país, continente e planeta.
E com essa concepção pessoal, deu-se inicio ao Projeto Meninos da Lata no dia 20 de julho de 2004, devido à atividade do Fórum Cultural Mundial realizado em SP, foi após este evento que tive a ideias de implantar o mesmo na cidade de Osasco. Comecei a pedir sucatas nos ferros velhos e aglutinei os jovens da Comunidade para ensinar música.
Com a missão em trabalhar o Resgate da Cidadania e a Reinserção social através da Arte, Cultura e Educação alicerces sólidos e concretos para a criação de uma nova geração.
E após a criação e regularização da ONG e, 2006, cria-se uma ONG chamada Meninos da Lata, mais conhecida como Grupo Arte na Lata, projeto de sustentabilidade da Entidade.

Jotta Ribeiro
Idealizador do Arte na Lata

Breve resumo da nossa história e nossa situação nos dias contemporâneos!

O grupo Arte na Lata é um Programa que desenvolve um trabalho musical através dos seus instrumentos alternativos a partir das sucatas como: tambores, diversos tipos de latas, colheres, chapas de raios-x, canecas, garrafas PET, tampinhas de garrafas, canos de PVC, Pregos, Garrafas de vidro alem do desenvolvimento com sons do corpo e uma banda formada por um baixo, guitarra, violão, cavaquinho e D.J, que enriquece suas apresentações, realizadas com letras próprias de Conscientização do meio ambiente, Sexo Seguro, Não ao uso de entorpecentes dentre outras. Os ritmos tocados pelo grupo são de origem Especifica da Cultura de nosso País como o samba rap, funk, Drum base, baião, toques de carnaval, dentre outros, além da performance de palco coma troupe formada por dança, teatro e circo.

2004 - O projeto deu início no dia 20 de julho de 2004 devido a atividade do Fórum Cultural Mundial realizado em SP no Anhembi onde presenciei dois grupos que tocavam com instrumentos alternativos e foi após este evento que tive a ideias de implantar o mesmo na Cidade de Osasco. Comecei a pedir sucatas nos ferros velhos e aglutinei os jovens do meu bairro para ensinar música. Mais de 50 crianças passaram pelo Projeto.

2005 – O projeto começou a ter reconhecimento no bairro e uma escola estadual cedeu o espaço para ensaiarmos nos finais de semana no programa Escola da Família e a UNESCO neste ano estava fazendo um livro sobre os projetos realizados nas escolas e foi daí então que a cidade de Osasco, São Paulo enfim, o mundo; começou a conhecer o nosso projeto. Depois das divulgações da UNESCO pela participação do Arte na Lata no Livro "DIAS DE PAZ" escrito pela Gabriela Athias que foi para 191 países.
Percebemos que tocar com latas não era mais uma brincadeira e sim uma fonte de informação. Os convites começaram a surgir: prefeituras, entidades sociais, movimentos culturais, eventos, ruas de lazer, empresas privadas e assim o projeto foi crescendo. Mais de 80 crianças foram beneficiadas.

2006 –Neste ano foi um ano de conquistas, ganhamos um espaço para ensaiar e começamos a ter o reconhecimento da imprensa como: Rede Globo no Programa Ação do Serginho Gróisman, Globo News, TV da Gente, TV UFMG, TV Osasco, TV Clic, TV Aparecida, Revista época, dentre outras. E recebemos algumas premiações como: Participação no livro "DIAS DE PAZ" da UNESCO e participação no lançamento do livro, Prêmio do CONSEG – Conselho de Segurança da Zona Norte de Osasco, Prêmio FECT – Festival Curtas de Teatro. Foi um ano muito especial para nós onde conhecemos outras cidades do Estado mostrando o nosso trabalho e tocamos para a loja Daslu e Banco Itaú no Parque do Ibirapuera e Parque do Carmo.
Recebemos um convite para tocar em um Fórum de Cultura a realizar-se no Uruguay mais por falta de apoio e patrocínio acabou findando. Foi daí então que resolvemos criar a ONG Meninos da Lata para assim poder participar das leis de incentivo a cultura e editais do governo federal. Mais de 200 crianças passaram pelo Projeto.

2007 – Foi um ano de reconhecimento nacional, fomos apresentados mais uma vez para o Brasil pelo Programa Domingo Legal do SBT e fomos tocar em Campos do Jordão, Rio de Janeiro e duas vezes em Florianópolis - Santa Catarina além das cidades pelo interior e capital de SP. No decorrer do ano vários convites foram surgindo e chegou ao conhecimento das ANTONIA (mini série da Rede Globo) a existência do Arte na Lata e foi daí então que começamos abrir shows para a Cantora Quelynah (Madrinha do Arte na Lata).

Com o apoio da Red Bull e da loja de skate Hulk o Arte na Lata estava cheio de energia e com roupa nova; foi com essa indumentária personalizada que o Grupo Viajou para o Uruguay (neste ano deu certo) representando o Brasil e participando do Fórum cultural realizado na Fronteira do livramento e aproveitou a viagem para ministrar oficina no Projeto Tchê – RS onde hoje está sendo implantado uma base do projeto Arte na Lata com 05 voluntários.

2008 – O Arte na Lata iniciou o ano com o Pé direito participando no mês de Janeiro do Programa MAIS VOCÊ da apresentadora Ana Maria Braga, Sábado Feira – Fórum Social Mundial realizado no colégio São Luiz em São Paulo e vários convites internacionais surgiram via internet para o grupo onde necessitamos de parceiros para essas viagens: Alemanha, França, Suíça, Uruguay, Paraguay e Holanda.
Com o reconhecimento do grupo no Estado de São Paulo devido as exibições da emissoras de televiões, muitas portas foram abrindo para mostrar o nosso trabalho. Na TV Cultura o Arte na Lata participou do Programa Manos e Minas do apresentador Rappin Hood, Programa do Marquito na TV Orkut, Programa Mulheres com a Kátia Fonseca.

Após a exibição do Programa Mulheres o Arte na Lata mais uma vez seguiu viagem para o Uruguay em parceria com a Organizacion Mundo Afro em Rivera onde realizou oficinas em diversas entidades e participou em Parceria com a ONG de Engenho e Arte do Fórum de Arte e Cultura atendendo os jovens da ONG do Projeto Tchê em Santana do Livramento.

Foi um ano de muitas conquistas e satisfação, pois, abrimos as portas para a comunidade e atualmente oferecemos cursos de informática, violão, cavaquinho, percussão, inglês além das oficinas de percussão com sucatas, artesanato, culinária e todos os participantes dos cursos e oficinas tem acesso a nossa biblioteca e participa do Cinema na Vila devido a doação de mais de 400 títulos de filmes que recebemos da Locadora Jurassic Park.

2009 – Fomos aprovado no Fórum Social Mundial realizado em Belém do Pará e não marcamos presença devido a falta de verba, apoios e incentivos culturais.
     Neste ano o projeto implantou o Projeto Arte na Lata na Rocinha – RJ na ONG Pensando Junto e Oficina do Sucesso em parceria com o Grupo GBCR – (grupo de Break Consciente da Rocinha); a princípio estamos em conversa com as ONGs. Queremos mostrar o nosso som e educação musical oferecendo os nossos conhecimentos às entidades para que possam dar continuidade neste trabalho.
     Os projetos a realizados neste ano foram: comemorar 05 anos de existência e fazer um evento com alguns convidados especiais dentre músicos e artistas de reconhecimento nacional; parceiros que passaram pelo Arte na Lata e fizeram a sua contribuição cultural. E para a realização deste projeto no mês de julho temos que ter uma estrutura perfeita para poder gravar o nosso DVD e o primeiro CD Oficial em parceria com uma empresa de cinema e um estúdio de música.
     Neste ano o Arte na Lata ganhou o mundo e foi um ano propício para isso com todo o desenvolvimento, criação e dinamismo que cada criança tem.

Temos um Kit onde podemos levar a marca de nossos parceiros
     Sacola plástica do Arte na Lata, Imã de Geladeira, Marca Texto, Cartão do Projeto com contatos, Quadro do Arte na Lata, Revista “Pintar e Cantar” do Arte na Lata, Camiseta, baby look, mini blusa, regata  entre outras.
Merequetê (brinquedo), CD de áudio e vídeo, Informativo temático sobre a história do grupo, sobre drogas, gravidez na adolescência dentre outros.
     Ao longo de sua história desde 20 de julho de 2004, o Arte consolidou-se como projeto social, dando perspectivas a crianças e adolescentes da periferia, ganhou força como projeto cultural, forjando seus próprios instrumentos e ensaiando com dedicação e seriedade, e hoje, mais do que um projeto, o Arte na Lata tornou-se um grupo musical com sua própria identidade, o seu som, reconhecido cada vez mais pelos crescentes convites para apresentações.
     Convites surgem para oficinas e apresentações por todos os estados e principalmente para outros paises, pois sua música é muito valorizada “lá fora”. Cada um dos integrantes e colaboradores têm determinação, coragem e orgulho de ser representante de nossa cultura.  Eles querem divulgar seus sonhos, seu som.
     O Arte agrega as pessoas. Em cada show, oficina ou apresentação, músicos engajados formam uma generosa banda de apoio. Veio depois grupos de dança, e assim, cada show é especial, o grupo adapta-se a cada situação, a cada palco e a cada público.
     Na periferia da Grande São Paulo, em Osasco, o grupo encontra seu berço e sua principal fonte de incentivo, que se manifesta nas mais variadas formas de apoio. Colaboradores, Voluntários via internet do nosso Brasil e voluntários dos bairros vizinhos, da sede doam seus conhecimentos musicais e é também sua platéia mais fiel, incentivam as crianças e adolescentes na perspectiva de um mundo melhor provando todos os dias que isto dá certo.
Em parceria com o Governo Federal no Programa Mais Educação do MEC, devido a Lei interministerial de 2007, o Arte na Lata oferece oficinas musicais e educacionais em duas escolas municipais da Cidade de Osasco no contra turno escolar: EMEF Hugo Dr. Ribeiro de Almeida e EMEF Francisco Manuel Lumbrales de Sá Carneiro atendendo 200 crianças semanalmente.

2010 – Foi um início árduo para o grupo percebendo a falta de verba para continuar o projeto a TV Band com apoio do apresentador Raul Gil, acolheu o grupo dando dois dias de oportunidades em seu programa apresentando o Arte na Lata para o Brasil e as portas foram se abrindo e a auto estima do grupo voltou novamente, mas infelizmente fora da Cidade de Osasco, um local que o grupo jamais pensou em sair, mas esta saída foi uma mudança radical do Grupo, por falta de apoio e incentivo cultural o grupo não teve mais condições de ficar na Cidade de Osasco devido à estrutura financeira de aluguel do espaço, água, luz, telefone e material didático para o atendimento na entidade e teve que fechar o atendimento realizando somente shows até se estruturar novamente, mas para a alegria da ONG a Cidade de Carapicuíba em parceria com a Associação Quintal Cultural o grupo ganhou vida novamente tendo um espaço de atendimento e recepção dos novos apoiadores e admiradores do projeto e foi uma parceria que começou com o pé direito; o Arte na Lata gravou um vídeo institucional para a empresa HASBRO, representante da TOY STORY no Brasil onde as crianças tiveram a oportunidade de conhecer o Sr. Batata e ganhar um brinquedo de fim de ano, mais de 800 crianças foram beneficiadas com o apoio da empresa e o Arte na Lata fechou o ao com chave de ouro realizando uma festa onde contou com a presença do ator da Rede Globo ”Júlio Rocha”
O Grupo continuou atendendo as duas escolas musicais da Cidade de Osasco e ampliou o atendimento para a escola EMEF Maria Saddi Haidar com mais 100 alunos totalizando 300 crianças semanalmente nessa parceria com o MEC.

 

2011 –Nova vida, nova fase e o grupo realizam um novo processo cultural e educacional no estado de São Paulo com oficinas pedagógicas e musicais para algumas associações das Cidades parceiras e implanta o projeto em Carapicuíba na Associação Quintal Cultural atendendo jovens da Cidade e acolhendo em suas oficinas jovens da Cidade de Osasco onde as atividades foram realizadas com apoio e estrutura de produtores culturais e gestores que acreditaram no trabalho do Arte na Lata, as oficinas eram realizadas nas quartas feiras e aos sábados com muito dinamismo, determinação e objetividade.
Com esta mudança o grupo sentiu a necessidade de criar um novo repertório e uma nova roupagem para o grupo desde arranjos musicais às indumentárias enriquecendo seus shows e oficinas pelo Brasil. Com uma nova formação: baixo, guitarra, violino, flauta transversal, trompete, DJ e uma variada percussão o grupo começou a levar o seu novo repertório pra a sociedade interpretando músicas de diversas personalidades do nosso Brasil.
O grupo com apoio da produtora Vila Filmes realizou a gravação de um vídeo clipe que teve a participação neste dia dos artistas: Pedro Mariano, Beto Barbosa, Paulo Cremona e Priscila Alcântara; o grupo interpretou as músicas de sucessos dos convidados e foi um dia muito especial que teve a cobertura do SPTV – Rede Globo e do TV Fama – Rede TV. O grupo a cada dia cria através de seus instrumentos alternativos músicas e desenvolvimentos educacionais para melhor atender aos jovens, crianças e adolescentes além de diversos convites para show do qual o grupo fechou o ano com chave de ouro participando da festa de confraternização das empresas Center Norte e Vedacit no Anhembi.

2012 – O grupo renova a parceria com a produtora sonora biz, da qual vende e agencia show de grande porte par ao grupo e fecha contrato com a prefeitura de Carapicuíba atendendo 300 crianças com oficinas musicais no contra turno escolar em uma parceria municipal e com o Ministério da Educação no Programa Mais Educação. Convites vão surgindo e o grupo vai atendendo da melhor maneira possível, foi o que ocorreu com o coordenador do Arte na Lata, Sr. Jotta Ribeiro do qual pelo convite da Troupe Drao representou a entidade no Programa Patati Patata no SBT valorizando o trabalho da entidade e abrindo as portas, em seguida veio demais programas de TV e a grande oportunidade de a entidade obter o seu próprio programa pelo convite da WEBTV TNI BRASIL, um programa de entretenimento e entrevista onde o coordenador do Arte na Lata, apresentador do programa "Balanço cultural" que dava oportunidades para a divulgação de grupos locais e personalidades. Com este programa ampliou a divulgação do Arte na Lata e mais parceiros vieram para somar como: Elenco do Ratinho SBT; Thaysa Reis, Santos, Milene, Valentina, Paulinha, Ator Júlio Rocha e Atriz Olívia Araújo. Com essa divulgação e apoio o grupo teve a oportunidade de mostrar seu desenvolvimento musical e educacional na Record News e deu continuidade em suas oficinas musicais até dezembro.

2013 – O grupo Arte na Lata está se preparando para gravar o seu CD infantil com letras musicais voltadas a sustentabilidade ambiental que será trabalhada com alunos das escolas municipais e estaduais do Estado de São Paulo, essa ideia surgiu devido às parcerias deste ano, pois a entidade vai atender com oficinas musicais e show em parceria com as cidades: Carapicuíba, Santana de Parnaíba, Osasco, São Paulo Capital e os Estados: Rio de Janeiro e Santa Catarina. Serão 03 modalidades de shows de acordo com o público atendido para que possamos assim ampliar nossas oficinas e capacitações para professores e universitários que através desses desenvolvimentos e transformarão em multiplicadores da cultura alternativa em nosso País. Além dessas parcerias o grupo vai cumprir a sua agenda e expandir essa ideia para todo o Brasil.

2014 - A ONG renova a parceria com a Cidade de Carapicuíba, atendendo 300 alunos das Escolas Municipais.
Além do atendimento pelo Programa Mais Educação a entidade vai ofereceu para as demais escolas um projeto Musical, onde os alunos aprenderam sobre a conscientização ambiental.
Quinzenalmente a entidade realizou atendimento no Hospital Geral de Carapicuíba para crianças na área de pediatria que se encontram internada.
Na Cidade de Osasco em parceria com a Secretaria de Cultura inicia o atendimento para jovens, crianças e adolescentes na Biblioteca da Zona Norte da Cidade, onde 30 crianças foram beneficiadas com as atividades da entidade social.
E com o reconhecimento dos trabalhos realizados o fundador da entidade que possui uma formação universitária em psicopedagogia, foi convidado para dar aula de musicalização em Osasco e na Freguesia do Ó; os resultados foram satisfatório para a empresa que acabou criando um curso on line.
Em parceria com a Secretaria do Estado de São Paulo a entidade ofereceu oficinas nas escolas municipais, permanecendo na escola Silva Braga um curso permanente formando um grupo musical. Além do curso era oferecida capacitação profissional para professores da Rede de Educação do estado de São Paulo.

2015 - Mais um ano de parceria com a Secretaria de Educação de Carapicuíba com atividades no Programa Mais Educação atendendo as escolas municipais no contra turno escolar, além do Musical chamado Reduzir, Reciclar e Reutilizar ao som das sucatas educando para a vida" que ofereceu para 10 escolas de Educação Infantil em Parceria com a Prefeitura de Carapicuíba, Secretaria de Educação e Cia Hypócritas uma peça com foco na reciclagem com muitos personagens que cantam e encantam as crianças das fases I e II.
Em parceria com a Associação Quintal Cultural, todos os sábados é oferecido para a comunidade cursos musicais, atividades culturais, jogos, brincadeiras com apoio dos pais e moradores da Cohab 5, nessas atividades foi criado um grupo musical que representa a Cidade de Carapicuíba pelo Estado de São Paulo.
O Arte na Lata com o seu conhecimento cultural foi mais além neste ano, criando atividades novas e renovadora, assumindo a direção da peça musical para o ano de 2016 será ampliada para as cidades interessadas e coordenando o polo na Cidade de Osasco em parceria com a Secretaria de Cultura da Cidade.

2016 - A parceria findou com a Associação Quintal Cultural e a entidade ficou pelas ruas de Carapicuíba e recentemente a Secretaria de Educação ofereceu um espaço para que as atividades pudessem continuar e mesmo com dificuldades a entidade não parou suas atividades e renovou a parceria com a Prefeitura de Carapicuíba no Programa Mais Educação onde 400 crianças são beneficiadas com as oficinas de percussão e em Osasco onde 60 crianças são atendidas foi renovada a parceria com a Secretaria de cultura da Cidade.
Jotta Ribeiro, fundador da entidade tirou dinheiro do próprio bolso para vender os produtos da entidade como: CD, DVD, Imã de Geladeira, chaveiro, bolsa térmica, camiseta, adesivo, revista educacional, calendário, todos os materiais são personalizados, tudo isso para guardar um dinheiro e alugar um espaço, mas com as dívidas e necessidades da entidade dificilmente sobra dinheiro para guardar, pois alimentação, indumentárias das crianças, personalização dos instrumentos, contabilidade da instituição, impostos, não tem como guardar e para obter mais recursos a entidade em parceria com uma empresa está fazendo sacolas com os pais, cada 1.000 sacolas feitas a entidade ganha 10,00 e foi uma maneira de conseguir um valor para ajudar nas despesas e em julho iniciou a campanha do óleo onde a entidade está procurando parcerias para ter uma quantidade de óleo e reverter em dinheiro, pois o óleo usado é comprado por uma empresa.
Quando acabar o ano será outro governo e a entidade já está se preparando, querendo outro espaço para que as atividades possam continuar, mesmo que o próximo governo não nos deixe ficar no espaço atual. Lutamos a cada dia para termos este espaço, por este motivo divulgamos a entidade, vamos a busca de parceiros e com isso vamos se fortalecendo e não tendo a vontade de desistir deste projeto que já contribuiu com mais de 20 mil pessoas no decorrer desses 12 anos de existência.

2017 - Arte na Lata retorna para a Cidade de Osasco
Para saber mais sobre a ONG: Clique aqui

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Rafael R F

Clique para ouvir o Hino Nacional

Todos os direitos reservados - Grupo Arte na lata